O que é liquidez de investimento e quais tipos existem?

4 minutos para ler

A liquidez do investimento é um dos principais aspectos que devem pesar na escolha de onde investir seu dinheiro. Mas, afinal de contas, o que significa dizer que a liquidez de uma aplicação é alta ou baixa?

Explicar esse conceito tão importante para quem quer investir é justamente o objetivo deste post, que também explicará quais são os principais tipos de liquidez e quão líquidos são as aplicações mais populares do mercado. Boa leitura!

O que é a liquidez do investimento?

Entender o que é liquidez de um investimento não é tão complicado quanto parece. De forma simples, é possível defini-la como a capacidade e a facilidade de transformar uma aplicação financeira em dinheiro. Quanto maior a liquidez do investimento, maior a facilidade em sair dele e reaver o dinheiro investido.

É mais fácil ainda entender o conceito de liquidez a partir de dois exemplos corriqueiros. Quem investe na caderneta de poupança, pode sacar o dinheiro a qualquer momento, sem nenhuma burocracia. Por isso, dizemos que essa opção de investimento tem alta liquidez.

Já o proprietário de um imóvel que queira transformá-lo em dinheiro precisará encontrar um comprador interessado e passar por todos os processos necessários comuns a negociação desse tipo de propriedade, o que leva tempo. Logo, nesse caso, a liquidez é baixa.

Normalmente, as instituições indicam a liquidez por meio letra D + o número de dias necessário para que o dinheiro esteja disponível em conta-corrente. Assim, um investimento com liquidez D+1 indica que o dinheiro será liberado em 1 dia após a solicitação do saque.

Quais os tipos de liquidez?

Existem dois tipos principais de liquidez. A liquidez diária e a liquidez no vencimento. No primeiro caso, os recursos investidos podem ser sacados a qualquer momento, dependendo apenas da vontade ou necessidade do investidor.

Nesse tipo de liquidez, a remuneração é paga de acordo com o tempo em que o dinheiro ficou investido ou de acordo com a regra da aplicação. Saques da poupança antes do aniversário, por exemplo, fazem que toda rentabilidade do período seja perdida.

Já investimentos com liquidez no vencimento só permitem que o dinheiro seja resgatado quando o prazo da aplicação se encerrar. Isso faz com aplicações com essas características muitas vezes apresentem retorno um pouco maior.

Qual a liquidez dos principais tipos de investimento?

O Tesouro Direto, por exemplo, conta com liquidez diária, bem como algumas opções de CDBs e de fundos de investimento. Do outro lado, letras de crédito imobiliário e do agronegócio (LCI e LCA) e outros tipos de fundos de aplicação costumam ter uma liquidez apenas no vencimento, o que impede o saque antecipado de recursos.

Como definir a melhor liquidez para você?

Uma maneira simples de decidir qual deve ser a liquidez do seu investimento é respondendo a seguinte pergunta: qual a possibilidade de você precisar dos recursos investidos de uma hora para outra?

Quem está investindo apenas para formar uma reserva de emergência, provavelmente precisará do dinheiro rápido, caso seja necessário utilizá-lo. Já quem está acumulando recursos para comprar um imóvel ou para a aposentadoria não precisa de tanta flexibilidade.

A partir do momento em se entende qual a liquidez do investimento fica mais simples identificar o mais adequado a sua necessidade, evitando surpresas desagradáveis e conseguindo tirar o melhor proveito de cada aplicação.

Para mais dicas sobre investimento, assine nossa newsletter! Assim, você vai receber tudo em primeira mão direto na sua caixa de entrada!

Até a próxima!

pandhora news

Posts relacionados

Deixe um comentário