Entenda o que são fundos Long Biased, Long and Short e Long Only

6 minutos para ler

Você já deve ter ouvido falar sobre diversos Fundos de Investimento — de ações, DI, Multimercado, Imobiliários, entre outros. Mas é natural ter dúvidas quando se ouve falar de fundos Long Biased, Long and Short e Long Only.

Termos em inglês são comuns quando se trata de investimentos, mas eles podem confundir alguns investidores. Por isso, nosso objetivo é ajudar você a entender melhor os diversos tipos de fundos que existem. Afinal, é esse conhecimento que colabora para o sucesso nos investimentos.

Neste post, você entenderá o que são os fundos Long Biased, Long and Short e Long Only. Continue lendo e descubra!

O que os termos long e short significam?

Primeiramente, é importante que você entenda duas palavras: “long” e “short”. No entanto, não pense que elas são o que parecem. No contexto dos investimentos, “long” não significa “longo”, e “short” não significa “curto”.

A seguir, entenda o que cada uma significa!

Long

Nos investimentos, uma das definições da palavra “long” envolve a posse de um ativo ou derivativo na expectativa do aumento de seu preço.

Isso é justamente o que você faz quando compra uma ação para o longo prazo, por exemplo. Com essa compra, ela é registrada em seu nome e há possibilidade de lucrar com sua valorização. Isso é conhecido como estar em uma posição comprada — ou operar long.

Short

A palavra “short”, por sua vez, se refere a uma posição vendida. Isso pode ocorrer quando se vende uma ação sem tê-la, por exemplo. Não sabe como é possível? Imagine que você esteja confiante de que os papéis de uma empresa se desvalorizarão nos próximos dias.

Para ter lucro nessa situação, seria preciso comprar barato e vender caro. Então, a ordem das operações deve ser invertida. Ou seja, primeiro se vende caro; depois, compra barato.

Para vender ações que você não tem, é preciso alugá-las de alguém que as tenha. Quando o preço cair, basta você fazer a compra e devolver as Ações que foram alugadas. Isso é conhecido popularmente como posição vendida — ou operar short.

Vale destacar que esse tipo de operação está mais associado à especulação do que a investimento de longo prazo. Além disso, operações short têm um nível maior de risco. Um dos motivos disso é que ela dá margem para prejuízos maiores em comparação com as operações long.

Agora você entende o significado dos termos long e short. A seguir, veja o que são os fundos Long Biased, Long and Short e Long Only!

Fundos Long Biased

Quando falamos em Fundos de Ações, Fundos Imobiliários e Fundos DI, estamos fazendo referência aos tipos de ativos que os compõem. No entanto, quando falamos em fundos Long Biased, estamos nos referindo à estratégia usada na alocação dos ativos.

Isso significa que um fundo pode ser de Ações e usar uma estratégia Long Biased, por exemplo. “Bias” significa viés, que dá origem a “biased”, que significa enviesado. Portanto, “Long Biased” quer dizer que a estratégia de investimentos tende para posições compradas.

Como é apenas uma tendência, e não uma restrição, em alguns momentos o gestor pode iniciar posições vendidas. Talvez ele esteja percebendo a possibilidade de certo ativo se desvalorizar. Então, recorrendo a certa especulação, ele inicia posições short.

Isso aumenta o risco da estratégia, mas, ao mesmo tempo, aumenta a possibilidade de lucro. Assim, o fundo sempre será enviesado para posições long ou compradas, mas pode lançar mão de estratégias com posições short para buscar lucro.

Fundos Long and Short

Agora que você já entendeu a estratégia Long Biased, fica mais fácil compreender a Long and Short. Nela, as posições compradas e vendidas são o foco do fundo. Para isso, o gestor procura pares de ativos semelhantes e inicia uma posição comprada em um e uma vendida em outro.

Essa estratégia se baseia na premissa de que certos eventos podem afetar de maneira semelhante diversas empresas. Assim, o gestor pode notar movimentos de desencontro e montar operações para aproveitar a compensação deles.

Além disso, os pares de ativos podem oferecer manejo de risco. Mesmo que os dois ativos se desvalorizem, por exemplo, a posição vendida pode resultar em lucro. Inclusive, isso geralmente colabora para uma menor volatilidade no preço da cota do fundo.

Fundos Long Only

Por fim, existem os Fundos Long Only. A palavra “only” significa somente ou apenas. Ou seja, nessa estratégia de investimento, o gestor faz a alocação de ativos apenas com posições compradas. Assim, não há espaço para posições vendidas na execução da estratégia.

É importante lembrar que esse tipo de fundo pode estar sujeito a certa volatilidade no curto e no médio prazo. No entanto, no decorrer de um longo tempo, há tendência de resultados menos instáveis, por acompanhar o movimento da bolsa.

Naturalmente, isso não é uma regra. Quando se fala de renda variável, o mercado pode ter um comportamento inesperado de uma hora para outra. O mesmo vale para Fundos Long Only.

Como escolher um Fundo de Investimento?

Você pode perceber que o gestor do Fundo de Investimento atua em harmonia com uma estratégia definida previamente. Por isso, você deve conhecê-la, para saber como o profissional costuma tomar suas decisões.

Assim, é fundamental consultar o prospecto do fundo e se informar a respeito da estratégia empregada pelo gestor, e levar em conta o seu perfil de investidor.

Pense, por exemplo, em um Fundo Long Biased. Nele, o gestor pode fazer algumas operações short vez ou outra. Isso significa que há certo nível de especulação no fundo, o que aumenta o risco. Ao mesmo tempo, existe possibilidade de lucrar com a queda da bolsa em alguns momentos.

Já nos Fundos Long Only, não há especulação usando operações vendidas. Isso reduz um pouco o risco, mas também pode limitar os ganhos — especialmente em períodos de queda. Tudo isso reforça a importância de você levar em conta o seu perfil de investidor antes de investir.

Os Fundos Long Biased, Long and Short e Long Only usam diferentes estratégias de investimento. Antes de escolher um, procure descobrir qual é o nível de risco para tomar uma decisão adequada. E não se esqueça de que diversificar a sua carteira de investimentos é sempre uma boa estratégia!

Quer receber atualizações do mercado financeiro em primeira mão? Assine a Pandhora News!

Até a próxima!

pandhora news

Posts relacionados

Deixe um comentário