Os fundos quant são uma boa opção para diversificar a carteira?

6 minutos para ler

Diversificar a carteira é fundamental para mitigar riscos e aumentar as suas possibilidades de ganho. No entanto, algumas opções menos tradicionais, como os fundos quant, acabam não sendo considerados pelo fato de muitos investidores não conhecerem a alternativa.

Eles são fundos que contam com o apoio da tecnologia e utilizam algoritmos de alta precisão. Com isso, apresentam algumas vantagens interessantes, como a retirada do fator emocional e a realização de análises mais completas e robustas.

Quer entender mais? A seguir, você verá algumas informações relevantes para descobrir se os fundos quant são ou não uma possibilidade interessante para sua carteira.

Confira!

Por que diversificar os investimentos?

Diversificar os investimentos significa alocar o seu patrimônio em diferentes ativos ou classes de ativos. É uma forma mais estratégica para combinar riscos diferentes no portfólio e buscar ampliação dos ganhos sem se expor demais.

É possível buscar a diversificação independentemente do seu perfil de investidor. O desafio é evitar concentrar o patrimônio em uma ou poucas alternativas. Quem investe apenas em produtos de médio e longo prazo, por exemplo, pode sofrer impacto da falta de liquidez em caso de necessidade.

Da mesma forma, concentrar a carteira em investimentos que oferecem possibilidade maior de rendimento — junto com maiores riscos — não costuma ser indicado. O ideal é fazer escolhas sem concentração exagerada, de modo a mesclar segurança, liquidez e rentabilidade.

Por meio da diversificação, os investimentos são expostos a diferentes tipos de liquidez, rentabilidade e níveis de risco. Contudo, para que a estratégia seja executada de maneira adequada, é fundamental estudo e planejamento da tomada de decisão.

Isso porque não basta pulverizar seus investimentos. Ou seja, fazer escolhas variadas. Muitas alternativas do mercado financeiro tem comportamento semelhante. Então, a verdadeira diversificação deve procurar por ativos descorrelacionados.

O que é um fundo quant?

Como você verá, os fundos quant podem ser usados para diversificação. A principal particularidade deles é que a tomada de decisão é baseada em algoritmos e análises matemáticas. Assim, a escolha dos investimentos não se dá somente pelo gestor.

Como não dependem das decisões subjetivas, os fundos quantitativos apresentam comportamento diferente de muitos fundos tradicionais. Então, eles podem ter descorrelação aos fundos de investimento mais comuns — promovendo diversificação.

Com os sistemas automatizados, os fundos quant podem ser mais abrangentes em relação às possibilidades de resultado. A tecnologia permite analisar um grande volume de dados e identificar oportunidades que, nem sempre, as análises humanas percebem.

Os fundos quant são de que tipo?

É importante destacar que os fundos quantitativos são uma modalidade de gestão. Em relação aos tipos, eles normalmente se referem a Fundos Multimercados ou de Ações. No primeiro caso, trata-se de estratégias variadas — que podem investir, por exemplo, em câmbio, renda fixa, Ações, derivativos etc.

Já os fundos de Ações devem ter a maior parte da carteira alocada nesses papéis, sendo possível também diversificar parte do portfólio em outros ativos. Da mesma forma que os multimercados, as escolhas dependem da política adotada na gestão do fundo.

Qual o papel da tecnologia nos fundos quantitativos?

Agora, você já sabe que o uso da tecnologia é o principal diferencial dos fundos quantitativos. Eles utilizam algoritmos e sistemas de alta precisão nas análises. Por isso, contam com uma maior capacidade de processamento de dados.

Enquanto os gestores dos fundos tradicionais conseguem acompanhar apenas algumas dezenas de indicadores do mercado, os algoritmos são capazes de processar rapidamente milhares de dados provenientes de diferentes fontes.

Outro ponto que merece destaque é que a tecnologia não sofre interferência da subjetividade. Os algoritmos utilizam regras matemáticas para apontar decisões. Logo, não há, por exemplo, impacto de possíveis tensões que situações de incerteza podem causar nas pessoas.

Dessa forma, os algoritmos permitem realizar análises complexas e objetivas, a fim de identificar padrões nos ativos e encontrar oportunidades. A partir das avaliações, eles direcionam a tomada de decisão.

Quais os benefícios dos fundos quant?

Os fundos quant apresentam diversos benefícios para quem quer diversificar a carteira. A ausência de emoções na tomada de decisão é um deles.

Como são programados para seguir regras, os algoritmos atuam apenas com base em números e dados e não são afetados por pressão do mercado, vieses cognitivos ou mudanças de humor.

Mais uma vantagem é o ganho de tempo no processo. Os programas são capazes de detectar de forma ágil as oportunidades mais compatíveis com cada fundo, respeitando as regras estabelecidas pelos gestores.

Além disso, como mostrado, eles podem atuar como diversificação na sua carteira. Afinal, os fundos quant se comportam de maneira diferente e apresentam descorrelação entre outros ativos ou modalidades.

Afinal, os fundos quantitativos são uma opção para diversificação da carteira?

Depois de conhecer as características e diferenciais dos fundos quantitativos, você pode analisar se eles são uma boa alternativa para compor a sua carteira. A resposta para a questão depende do perfil e dos objetivos de cada investidor.

Para quem tem perfil compatível com esse modelo de investimento, a alternativa pode ser interessante. Como os fundos quantitativos e os fundos tradicionais operam de formas diferentes, pode ser uma boa ideia diversificar sua carteira com ambos.

Se você se interessou pela possibilidade, confira algumas dicas para escolher um fundo quant. Antes de investir, você deve analisar:

  • o seu perfil de investidor e os seus objetivos ao investir no fundo;
  • o tipo de fundo e o prazo de resgate;
  • se os riscos estão alinhados ao seu perfil;
  • os custos de gestão, como taxas de administração e performance;
  • o histórico do fundo — lembrando sempre que rentabilidade passada não é garantia de bom desempenho no futuro;
  • o valor da aplicação mínima;
  • a relação entre risco e retorno.

Os fundos quant são mais uma forma de diversificar a carteira. Com isso, é possível fazer um manejo de riscos mais eficiente, além de manter um portfólio adequado às suas necessidades. A diversificação também é uma estratégia importante quando o assunto é melhorar seus rendimentos.

Quer ir mais a fundo e conhecer mais sobre os fundos quantitativos? Acesse o nosso kit e aprenda tudo o que você precisa saber para aprender a investir neles!

Até a próxima!

Posts relacionados

Deixe um comentário