tesouro direto

Posts relacionados

Deixe um comentário

Renda Fixa: quais são os melhores investimentos?

4 minutos para ler

Tem acontecido algo muito interessante em nosso país: as pessoas estão investindo mais. Para você ter uma ideia, em agosto de 2019, foram adquiridos R$ 1,9 bilhão em títulos públicos federais (títulos de renda fixa), alcançando um total de R$ 58,1 bilhões investidos no Tesouro. Isso significa um aumento de 15,3% em relação ao mesmo mês do ano anterior.

Não é difícil de entender a razão disso, principalmente quando nos lembramos da situação que a previdência social tem enfrentado, fazendo com que os brasileiros se preocupem mais com a aposentadoria. Assim, esse é um bom momento para você analisar alternativas de investimentos de longo prazo, a fim de garantir sua segurança financeira no futuro.

Neste post, vamos apresentar 3 ótimas aplicações para realizar. Continue a leitura e conheça alguns dos melhores investimentos de longo prazo!

1. LCIs e LCAs

As Letras de Crédito Imobiliário (LCIs) e as Letras de Crédito do Agronegócio (LCAs) são títulos que funcionam como um empréstimo que você faz ao banco para que ele utilize esses recursos no financiamento de imóveis e em atividades do agronegócio.

Elas oferecem um retorno atrativo, que geralmente é maior que o CDI (Certificado de Depósito Interbancário). É interessante também o fato de o rendimento delas ser isento de Imposto de Renda. Algumas têm um prazo de vencimento mais longo e oferecem maior retorno, aspectos essenciais para quem procura um investimento de longo prazo.

2. Tesouro Direto

Você já parou para pensar em como investir no Tesouro Direto? Essa é uma das opções de renda fixa mais populares que existem, contando com baixo custo, boa estabilidade e nível de risco quase zero.

O Tesouro Direto é uma plataforma online que possibilita a negociação de títulos públicos federais. Alguns deles atendem aos objetivos de quem tem metas de curto e médio prazo, mas existem também alternativas com características interessantes para quem estabeleceu alvos a longo prazo, como a aposentadoria.

Lá existem títulos prefixados, com prazos de vencimento de vários anos, oferecendo retornos acima do CDI. Isso os torna muito atrativos, principalmente se levarmos em conta que o risco desse tipo de aplicação é baixíssimo. Afinal, o próprio Governo Federal é o garantidor desse investimento.

3. Fundos de investimento de renda fixa

Fundos de investimento de renda fixa são uma espécie de carteira de aplicações que tem o objetivo de equilibrar segurança e lucratividade. Geralmente, mais de 80% desse mix se concentra em ativos de renda fixa e os outros 20% em renda variável, o que colabora para a boa rentabilidade do fundo, sem deixar de lado a segurança.

Cada um desses fundos tem um gestor profissional que conta com uma boa bagagem de conhecimento, o que dá a ele condições de alocar os recursos dos clientes em aplicações realmente vantajosas. Desse modo, essa alternativa é interessante principalmente para quem não tem conhecimentos avançados na área de investimentos.

Como você pôde perceber, há diversas opções de investimentos de renda fixa com baixo risco e boa rentabilidade. O bom é que não é preciso se restringir a apenas um tipo de aplicação, já que é possível montar uma carteira diversificada que reúna segurança e lucratividade. O importante é levar em conta o retorno, o risco e a liquidez.

Se seu perfil de investidor é conservador, considere as sugestões que apresentamos e conte com a orientação de profissionais experientes.

Quer aprender mais? Assine nossa newsletter e receba conteúdos exclusivos direto na sua caixa de entrada!

Até a próxima!

pandhora news

Posts relacionados

Deixe um comentário